olá!

Nasci em 1902. No Porto. Tive uma vida de glória e estou em declínio. Preciso de me reanimar!
Sou uma casa. Tenho quatro pisos. Um jardim e um terraço. Tenho partes interditas, arruinadas, restos do meu passado burguês. Mas, apesar da minha idade, tenho espaços para interpretares e interagires. Quero ser palco, tela ou frequência de tempo para te manifestares.
Traz-me ideias, troca-me as ideias. Dá-me tertúlias, ciência, teatro, literatura, música, imagens, cheiros, poesia, oficinas, dança, cultura, cidadania… dá-me gozo. Partilha a liberdade comigo.
Dou-te o meu espaço e a minha história. Convido-te a inventar novas maneiras de existir.

Casa Viva
2006

2 comentários :

Renato C. disse...

Trago-te poesia.

monica disse...

fantastico! voces são fantasticos! se não tivesse de ferias estaria aí... mas tou convosco!