concertos fortuitos

sábado, 21. entrada livre

Encontro acidental de três bandas: Nuno Prata, Calhau e Trashbaile. Workshop de culinária a abrir, DJ Miserável aka Vitorugo a fechar.

Fair Trade Fest! - Outubro Justo
Workshop de culinária justa às 14h30, orientado pela Cor de Tangerina.
Concerto quase acústico de Nuno Prata às 18h30. http://todososdiasfossemestesoutros.blogspot.com/
Integrados no Fair Trade Fest!, que se realiza este mês no Porto, promovido pela Reviravolta / Comércio Justo.
http://www.reviravolta.comercio-justo.org/intro.htm

noite de ensaios públicos



















Electrocutatus Calhautus Rudimentarum Bruttus
Electrocutatus Calhautim Rudimentarus Bruttis
Electrocutatum Calhautis Rudimentarum Bruttum


Nem mais nem menos do que o nome do segundo concerto na casaviva167 de circuito bending dos Calhau.

“João Alves Von Calhauism and Marta Ângela Von Calhauism work together since April 2006; they were already: Electrocutatus Santificatis Rudimentarum Extremis Electrocutatus Santificatus Rudimentarus Extremis Electrocutatum Santificatum Rudimentarum Extremis;;; Calhau!;;; and other samuraiesque names lost in time…” in http://www.myspace.com/calhau



















apresentação oficial da maqueta
Billy e a pêra que apaga a luz

Aproveitando umas mini-férias do rapaz das seis cordas, os Trashbaile abrem-se ao mundo e oferecem um ensaio público na casaviva167.

“Nós somos nós, ou seja, não somos mais ninguém para além de quem somos. E neste momento já nem somos o que éramos. No fundo vamos sendo, e já fomos mais do que somos. Existimos desde que nascemos, cada um de nós, e em colectivo, mais ou menos há 8 anos. (…)
Podem chamar-nos "artistas-pretensiosos-com-paranóias-de-vanguarda", mas para nós a banda é um espaço de criação e gozo, fazemo-lo com esperança lúdica e não para criar massas seguidoras e coros soantes. O último nome "TrashBaile" traduz uma vontade de fazer uma mistura entre o trash e o baile, sem tocar trash ou baile, é uma a ideia de fusão, reciclar sons e renunciar a rótulos ou juízos, nem o trash é mau nem o baile é bom – ou vice-versa – é música.” in http://my.opera.com/trashbaile/blog/

1 comentário :

Luis O. disse...

Agrada-me o nome: concertos fortuitos.